Arrepio nos dentes? Pasta especial pode ser a solução.

Está com arrepio nos dentes? Pasta especial pode ser solução

Quem tem sensibilidade dental sabe como é desagradável sentir um arrepio agudo nos dentes toda vez que come ou bebe algum tipo de alimento. Para aliviar esses sintomas muitas pessoas recorrem às pastas de dentes próprias para o problema. Mas será que elas realmente funcionam?

 

   A resposta é sim. Diferente dos produtos vendidos há alguns anos, que apenas mascaravam a dor fazendo a função de analgésicos, os atuais cremes dentais vendidos para esse fim realmente trazem em sua composição agentes capazes de bloquear as sensações de pressão, vento, frio, quente ou ácido.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   Essas pastas formam camadas de cálcio, ou de substâncias similares a ele, que protegem a dentina – parte mais interna do dente –, bloqueando a passagem desses estímulos da boca até o nervo dental.

   No entanto, segundo William Frossard, dentista especializado em periodontia, esses produtos não curam o problema. “As pastas dentais próprias são coadjuvantes no tratamento de sensibilidade dental, que deve ser acompanhado por um profissional.

É importante destacar que a sensibilidade tem várias causas (como uma cárie negligenciada) e, dependendo de qual for, essas pastas podem não ter nenhuma efetividade na origem do problema”, diz o especialista. 

 

Causas da sensibilidade 
    Mais comum do que parece, a sensibilidade dental acontece quando há um desgaste da proteção externa do dente (esmalte dental), deixando a dentina exposta. A dentina,

por sua vez, protege a polpa e o nervo dental, ou seja, se fica exposta, as sensações

de quente, frio e ácido acabam chegando mais facilmente ao nervo, causando a famosa sensação de arrepio (ou até dor).

 

   “A sensibilidade dental pode ser causada por retração gengival (comum na gengivite), traumas de uma escovação feita de forma muito agressiva ou deficiente, restauração, desgaste natural do dente ou até mesmo uma cárie. A dor é um mecanismo de defesa, pedindo socorro, portanto se o paciente tem sensibilidade dental o mais importante é o diagnóstico do profissional para avaliar sua origem”, diz William.área”, diz William.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Problemas de uma sensibilidade não tratada 
   Uma sensibilidade dental não tratada pode causar outros problemas sérios para a saúde bucal. Por exemplo, uma cárie pode causar sensibilidade. Se nenhuma delas for tratada, a cárie pode virar problema de canal e a sensibilidade se agravar ainda mais.

 

   Outra coisa que acontece muito com pacientes que sofrem com esse problema é deixar de escovar o dente na região que sentem o arrepio da sensibilidade. Ou então, passar a mastigar os alimentos somente do lado que “não dói”.

 

   “Deixar de escovar uma determinada região pode causar acúmulo de placa bacteriana, cárie, gengivite e agravar a sensibilidade. No caso da mastigação só de um lado, a tendência é gerar um sobre-esforço tanto na musculatura quanto nos dentes do lado mais exigido”, diz o especialista.

 

Os cremes dentais vendidos para sensibilidade trazem em sua composição agentes capazes de bloquear as sensações de pressão, vento, frio, quente ou ácido

 

Foto: Jan Mika / Shutterstock

01enxaguante.jpg

01enxaguante.jpg

Colgate Plax Kids Bob Esponja: Específico para crianças, esse enxaguante tem fórmula sem álcool. Contém flúor que fortalece os dentes e os protege contra a cárie e as bactérias causadoras do mau hálito. Recomendado para maiores de 6 anos, tem sabor de Tuti-Frutti Foto: Colgate / Divulgação

02enxaguante (1).jpg

02enxaguante (1).jpg

Colgate Plax Sensitive: Enxaguante bucal que, além de ajudar a reduzir a formação de cáries, é suave para dentes sensíveis, com sabor de menta. Fórmula clinicamente comprovada que contém flúor, mantendo o hálito fresco e 12 horas de proteção Foto: Colgate / Divulgação

03enxaguante.jpg

03enxaguante.jpg

Colgate Plax Classic: Clássico, sua fórmula sem álcool tem flúor para proteção anticárie. Mata até 99,9% dos germes, proporciona gengiva 64% mais saudável e deixa o hálito fresco. Com 12 horas de proteção Foto: Colgate / Divulgação

04enxaguante.jpg

04enxaguante.jpg

Colgate Plax Fresh Mint: Para uma boca saudável e fresca. Mata os germes que causam a gengivite, a placa bacteriana e o mau hálito, diminui os riscos de cáries em até 71%. Além disso, reduz a formação da placa até onde a escova não alcança e proporciona 12 horas de proteção Foto: Colgate / Divulgação

05enxaguante.jpg

05enxaguante.jpg

Colgate Plax Ice: oferece sensação refrescante. Mata até 99,9% dos germes, proporciona gengiva 64% mais saudável e intenso hálito fresco. Tem fórmula com flúor para 12 horas de proteção anticárie Foto: Colgate / Divulgação

06enxaguante (1).jpg

06enxaguante (1).jpg

Colgate Plax Soft Mint: Mata até 99,9% dos germes, proporciona gengiva 64% mais saudável e deixa o hálito fresco. Sua fórmula sem álcool e com flúor protege contra cáries. Não tem corante, não arde e, mesmo sendo suave, protege a boca por 12 horas Foto: Colgate / Divulgação

07enxaguante.jpg

07enxaguante.jpg

Colgate Plax Tea Fresh: Com extratos naturais de chá, esse enxaguante é suave para a boca sem a ardência causada pelo álcool. Ele forma um escudo protetor que combate os efeitos nocivos da placa e bactérias. Proporciona gengiva 64% mais saudável Foto: Colgate / Divulgação

09enxaguante.jpg

09enxaguante.jpg

Colgate Plax Whitening: Combate os germes que causam a gengivite, placa bacteriana e mau hálito. Proporciona um branqueamento eficaz dos dentes e tem sabor de menta, que deixa a boca protegida e o hálito fresco Foto: Colgate / Divulgação

08enxaguante (1).jpg

08enxaguante (1).jpg

Colgate Plax 2 em 1: esse enxaguante limpa a boca e mostra o resultado para o consumidor. Além de refrescar o hálito e não arder, ao cuspir na pia, por meio de manchas roxas, é possível observar as bactérias e partículas que foram eliminadas com o produto Foto: Colgate / Divulgação

  • Especialista explica que cremes dentais específicos podem ajudar durante o tratamento do problema, mas um dentista deve ser consultado,